0
CINEMA, ENTRETENIMENTO

Elsa e Fred

Sinopse do filme, que escrevi a pedido, para publicação em jornal interno do TRT da 18ª Região

Elsa e Fred – Um Amor de Paixão
(Elsa Y Fred, Espanha/ Argentina, 2005)

Em princípio, estamos diante de uma comédia romântica. Mas, um minuto… o casal do título é formado por dois idosos, com quase oitenta anos cada! Não é esse o padrão normal dos casais retratados nos filmes de Hollywood. Porém, esse não é um filme americano padrão mesmo. Aliás, nem americano ou inglês é. Trata-se de uma produção espanhola e argentina, falada em espanhol.Em suma, a fita mostra como se conhecem e relacionam os dois protagonistas e a sucessão de peraltices de que esses velhinhos são capazes. A atriz principal, com atuação digna de um Oscar, representa Elsa, uma senhora incrivelmente divertida, bem humorada, que ilumina a tela e nos faz rir por sua mera presença. Com seu espírito jovial, irrequieto e bastante insolente, deixa em apuros um filho, que a sustenta, com seus gastos excessivos, ao tempo em que protege o outro, um artista fracassado. A história ganha corpo, no entanto, a partir do momento em que Elsa conhece Fred, um viúvo que vai morar em seu prédio. A relação dos dois segue um rumo e um ritmo inesperados, que não cabe contar aqui pra não perder a graça.

Eis um filme extremamente tocante e ao mesmo tempo muito divertido. Ao término da exibição, é difícil classificar o seu gênero. Poucos filmes têm capacidade de fazer-nos rir tanto. Não seria uma comédia? Em grande parte, sim. Mas, por outro lado, há comoventes passagens, quando se revelam os desejos ocultos, os sonhos e as relações familiares dos protagonistas. Seria um drama? Em parte, também, mas não daqueles arrastados e tristes. Um romance, então? Claro, de algum modo, e dos mais tocantes. De certa forma, há um pouco de cada gênero aqui.

Essa fita foi exibida em São Paulo por quatro meses consecutivos, sem maior exposição na mídia, mas divulgado boca a boca, a mais eficiente e espontânea forma de propaganda de algo que nos agrada verdadeiramente. Um sucesso inesperado. Não foi à toa. Ao fim do filme o expectador fica relaxado, satisfeito, feliz. Esse é um filme pra não se esquecer – e para recomendar.

Deixe uma resposta

Comment
Name*
Mail*
Website*