0
CINEMA, ENTRETENIMENTO

As Mulheres do 6º Andar (Les Femmes du 6eme Etage)

As Mulheres do 6º Andar (Les Femmes du 6eme Etage) – França, 2010.

Direção de Philippe Le Guay. Com Fabrice Luchini, Sandrine Kiberlain, Natalia Verbeke, Carmen MauraComédia. 104 minutos.

Fim de semana passado, assisti a esse filme, que me surpreendeu. Primeiro, porque sua escolha se deu por exclusão, já que nenhum outro filme que estava passando me interessou. Depois, por um preconceito idiota por conta de ser falado em francês. Esclareço: nada contra o cinema francês, em absoluto, até porque conheço muito pouco. O problema é o meu completo desconhecimento da língua, que impede a gente de perceber certas nuances de qualquer filme.

De qualquer forma, gostei muito da história. Primeiro, o ritmo é muito diferente dos filmes americanos arrasa-quarteirão (os blockbusters) a que costumamos assistir. Aqui, não há explosões, correria, efeitos especiais impressionantes, palavrões, nada disso. Nesse aspecto, talvez se pudesse dizer que é um filme meio conservador, antigo até. O filme se baseia mesmo nos diálogos e nas relações humanas entre os personagens.

Basicamente, a história gira em torno de um operador da bolsa de valores francesa, um sujeito muito bem sucedido, que contrata uma nova empregada doméstica, espanhola. Tudo se passa em meados do século passado, quando a Espanha vivia sob a ditadura franquista, era um país de má reputação e seus cidadãos eram tidos como de segunda classe (ao menos para os franceses).

A tal empregada mantinha em seu círculo de relacionamentos outras trabalhadoras domésticas, todas espanholas e pessoas muito simples, sofridas porém alegres. O francês, seu patrão, pouco a pouco se apieda das dificuldades sofridas pelas empregadas, passa a ajudá-las e vai se envolvendo com elas, aproximação que muda seus conceitos, sua forma de ver o mundo e, de um modo mais prático, a sua própria vida.

Um filme delicado, tocante, um ótimo programa. Recomendo.

Deixe uma resposta

Comment
Name*
Mail*
Website*